sexta-feira, 10 de março de 2017

GUAMARÉ: CAOS ADMINISTRATIVO ESTABELECIDO

PREFEITO "INTERINO" HÉLIO MIRANDA


A bela cidade de Guamaré, distante cerca de 150 km de Natal, localizada na região litorânea do estado potiguar adentrou em 2017 com uma situação calamitosa, e até caótica no sentido administrativo. Ora, se não fosse suficiente a ilegitima gestão do Prefeito INTERINO Helio Miranda, pois uma mesma família detém a gestão do município a 3 mandatos ininterruptos, configurando assim a ilegalidade, os dilemas e celeumas da sociedade de Guamaré estão a cada dia mais evidentes, por não falar que as "vísceras" das mazelas da cidade estão a cada dia mais notórias nas redes sociais. As queixas populares, as acusações reais, os desmandos do gestor são factuais! Vários vídeos circulam nas redes sociais, onde pessoas se sentiram lesadas pelas "promessas" de campanha não cumpridas, ou seja, pessoas que teriam recebido a promessa de casas, bens, dinheiro e outros benefícios em troca de votos no candidato do PMDB. Mas, as aberrações não cessam por ai, nos últimos dias Helio firmou contrato com a empresa JMT Service - empresa de terceirização de mão de obra. Essa dita empresa, no tocante ao judiciário, responde a mais de 30 processos trabalhistas, outros de cunho penal e até de âmbito administrativo, como um processo de improbidade administrativa. Como pode um contrato de quase 40 milhões de reais por 120 dias de trabalho, quando a folha de Guamaré em 2 anos não chega a esse volume de dinheiro? Como acreditar em lisura vendo essas estapafúrdias ações do prefeito? Parece que querem zerar o saldo financeiro da prefeitura, haja vista o volume de royalties que a cidade recebe, onde a margem é de R$ 16 milhões mensais... Onde está esse dinheiro??? No município falta merenda, falta medicamento, até surgiu uma informação, que em uma das unidades de saúde não haveria luvas de procedimento, um absurdo! Sem esquecer dos atrasos salariais de servidores, e até mesmo a falta de pagamento do 13° salário a alguns servidores. Doravante ao que está patente aos nossos olhos, a balbúrdia da ação de reintegração de posse das casas do Distrito de Baixa do Meio hoje pela manhã, foi o estopim para que as demais irregularidades desse governo sejam mais e mais vislumbradas entre a sociedade civil. Em face disso, a oposição, representada pela vereadora Eliane Guedes, solicitou explicações públicas do gestor, e que ele apresente a "dita" lista dos beneficiados com as casas, e se realmente esta lista está contemplando pessoas que realmente necessitam de casas, ou está obesa de apadrinhados políticos? As denúncias são notórias, e até mesmo alguns moradores em uma das sessões da Câmara Municipal fizeram protestos com cartazes com os dizeres: "Edinor, você me prometeu uma casa! Votei em você. Quero minha casa!". Seria compra de votos? "Jamais! Eles são muito 'honrados'" (sarcasmo puro). Não esqueçamos que recaem sobre a gestão dos "Mundinhos" várias denúncias e processos judiciais.


Ora, já é tempo de mobilização à mudança já! Os asseclas desta gestão medíocre estão como um escudo a proteger, ou melhor, estão a fazer a autotutela - fazer justiça com as próprias mãos - para garantir a permanência de Helio à frente da prefeitura. Só que eles não esqueçam, o povo ainda é o centro do ordenamento jurídico, e a prefeitura deve ser ao povo e viver em prol do povo, e não de um seleto grupo de correligionários que usurpam das bondades em seu próprio benefício. Se continuar assim, não será difícil vislumbrarmos um pedido de impeachment do prefeito.
QUE ASSIM SEJA!


GUAMARÉ MERECE MAIS!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja respeitoso. Os comentários serão moderados, caso haja algum desrespeito serão excluídos.