quarta-feira, 15 de março de 2017

GUAMARÉ: ÔNIBUS ESCOLAR SEM COMBUSTÍVEL

                                   Resultado de imagem para ônibus de estudantes sem combustível

A Cidade de Guamaré vem provando um "prato" muito indigesto oferecido pela atual gestão. Ora, uma cidade que recebe mais de R$ 16 milhões em Royalties mensais, que se dá o luxo de contratar empresa terceirizada pelo mísero período de 120 dias e pagando cerca de 40 milhões de reais, que fomenta um contrato de quase 5 milhões pela prestação de serviços de plantão médico, e deixa seus veículos escolares sem combustível, no mínimo mostra a plena incompetência do seu gestor INTERINO. Lamentavelmente, hoje recebemos a denúncia que vários estudantes do turno vespertino caminharam mais de 10 km a pé, em face a falta de combustível no ônibus escolar que os traria à Guamaré, correndo inúmeros riscos, inclusive contra a própria vida. O Prefeito INTERINO Hélio Miranda parece esquecer da extrema necessidade de respeitar a todos os cidadãos desta linda e promissora cidade. Sem IMPARCIALIDADE barata, obsoleta e fragilizada, sabemos que é nítida a insatisfação da população, incluindo aqueles que deram um voto de confiança ao "Jacaré" (apelido carinhoso dado por seus correligionários), que certamente já gritaram em outras épocas que era "Helio e Iracema fazendo o arrastão", hoje sentem na pele o "arrastão" feito pelo Peemedebista, ou seria o ataque feroz e mordaz do réptil? 
Ninguém está cego a ponto de não perceber toda a incoerência, a incompetência, os desmandos e perseguições que esse cidadão tem inferido em Guamaré. Aguardemos as cenas dos próximos capítulos. Guamaré clama por libertação!

Um comentário:

Seja respeitoso. Os comentários serão moderados, caso haja algum desrespeito serão excluídos.